Deixa de comparar o teu Eu com os outros

"Comparison is an act of violence against the self."

Iyanla Vanzant



Uma das realidades da nossa sociedade atual, que a meu ver é um problema premente, é a constante comparação com o outro. As pessoas tendem a se comparar umas às outras, e vivem a vida em busca de obter o que o outro tem, ou a ser como o outro. Aqui a expressão “A galinha da vizinha é sempre melhor do que a minha.”, é muito bem empregue. Tendemos a achar que o que o outro tem ou a vida de outra pessoa é muito melhor do que a nossa.


Esta constante comparação é hoje fomentada pelas redes sociais, onde as pessoas apenas mostram aquilo que querem e como querem, dando sempre a entender que têm uma vida maravilhosa, em busca da aprovação e admiração alheia, na maior parte das vezes para alimentar o seu ego.


Não vivas a tua vida com medo da rejeição alheia, e convence-te, faças o que fizeres, nunca irás agradar a todos. Haverão sempre pessoas que gostam de ti e outras que não.


"As pessoas que não sabem amar a si mesmo buscam constantemente a aprovação alheia e sofrem quando são rejeitadas. Para quebrar essa dinâmica, devemos admitir que não podemos satisfazer a todos."

Friedrich Nietzsche


Para além disso, vivemos numa sociedade que tende a julgar o próximo sem qualquer conhecimento da pessoa como ser humano, muitas vezes por uma simples ação, ou por uma simples imagem, sem saber o que está por trás da ação de determinada pessoa. Vivemos numa realidade em que impera o racismo social, em que se julga num piscar de olhos, seja pela escolaridade, opções profissionais, opções sexuais, aspeto físico, conta bancária, etc.


Urge parar com qualquer tipo de comparação. Deixa de comparar a tua vida com a de outras pessoas, esta comparação é tóxica para ti. Não te preocupes se o vizinho tem mais que tu, como o que que ele conseguiu e tu não, não julgues o outro em algum momento, não digas algo como “ele é que tem sorte…”, "tem a vida facilitada…”, “não sabe o que é um problema”. Isto são exemplos de pensamentos que temos que eliminar da nossa vida. Cada um de nós tem e recebe aquilo que realmente precisa na vida. Não podemos comparar problemas, eles são diferentes para cada pessoa. Um problema para cada pessoa é do tamanho da sua experiência e vivência…o que é um problema para mim, pode não ser um problema para ti. Não te preocupes se a outra pessoa tem mais bens materiais do que tu, por mais bens que tenha, pode viver profundamente infeliz.


Mantem o foco no que é realmente teu, não te compares a ninguém, vive feliz com a felicidade do outro, não invejes a felicidade do outro. Se um amigo teu, ou um familiar conseguiu atingir um objetivo que tu também gostarias de obter, fica feliz com o que ele conseguiu obter e, sobretudo, aprenda com ele. Lembra-te, só conseguirás ser verdadeiramente feliz quando ficares satisfeita (o) com a felicidade do outro.


Se eu viver focada (o) em comparar-me com o outro, e a desejar obter o que o outro obtém, serei uma eterna (o) insatisfeita (o) e infeliz.


Ao comparar-nos constantemente, estamos a perder o nosso precioso tempo com aquilo que não importa. Não tentes viver um ideal de onde devias estar ou ser, vive o agora e desfruta. A aceitação do que tu és é a chave do crescimento. A comparação vai dissecar a alegria de uma conquista e vai anular a tua individualidade!


Para além disso, se fazemos comparações que nos rebaixam ou menosprezam, colocamos o nosso Eu injustamente em desvantagem, desenvolvemos emoções e sentimentos prejudiciais para a nossa vida.


Minimiza ou elimina o teu tempo das redes sociais, concentra-se em mostrar a ti mesmo, que és realmente um ser especial. Valoriza um momento, um objeto ou uma conquista por ti. Valoriza e reconhece as tuas qualidades e não julgues.


Vive a tua a vida, a tua existência, a tua experiência, não a de outra pessoa. Só assim desenvolverás o teu amor-próprio. Não sejas igual a ninguém, sê a melhor versão de ti mesma (o), porque és única (o). És o que és, não és melhor nem pior do que ninguém!



63 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo